Sarilhos do Amarelo

Enquadramento e objetivos O Sarilhos do Amarelo é um projeto preventivo que pretende aumentar a qualidade e profundidade das aprendizagens das crianças do pré-escolar (5 anos) e do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Ancorado numa estória, constitui uma oportunidade para trabalhar processos e estratégias de autorregulação, componentes fundamentais no processo escolar e de formação ao longo da vida. Para tal construímos atividades em formato interativo centradas na Língua Portuguesa e Matemática.

População-alvo Crianças sub 10, psicólogos, educadoras, professores e pais que queiram alargar os seus conhecimentos sobre as estratégias de autorregulação e competências de estudo no contexto de ensino e aprendizagem das crianças destas idades.

Racional Sob o guarda–chuva do modelo teórico sociocognitivo da autorregulação da aprendizagem, este projeto pretende promover a autonomia e os processos de autorregulação da aprendizagem, componente fundamental no processo escolar e de formação ao longo da vida.

Metodologia A vida está organizada de uma forma narrativa e as estórias povoam o imaginário das crianças. Numa estória escrita para o efeito, intencionalizámos um conjunto de processos e estratégias de aprendizagem a serem trabalhados com as crianças. As atividades interativas são uma oportunidade de desenvolver capacidades de concentração de atenção, de raciocínio e resolução de problemas centradas no domínio da Língua Portuguesa e da Matemática.

Operacionalização O trabalho autorregulatório realizado pelas crianças em sala de aula a partir da estória (análise, discussão dos conteúdos e realização de algumas das atividades propostas) deve ser articulado com o trabalho desenvolvido pelos educadores e professores do 1º Ciclo do Ensino Básico (respeitando a mesma lógica, este material pode ser trabalhado em casa num ambiente familiar).

Avaliação A avaliação dos resultados desta intervenção de promoção de competências de autonomia e de autorregulação da aprendizagem deve ser coerente com os objetivos, população e formato escolhidos. A equipa de investigação que desenhou esta ferramenta construiu questionários e instrumentos de avaliação dos processos de autorregulação que podem ser solicitados à coordenação do projeto (prosario@psi.uminho.pt), apenas para fins de investigação.